fbpx
25 September, 2018, 04:04

Speakeasys de Nova York – Um passeio pela época da Prohibition

Quem nunca imaginou como era a época da lei seca em Nova York com a Prohibition? As máfias ficaram gigantes, bebidas passaram a ser produzidas sem qualidade alguma e os bares ilegais surgiram na boca pequena. Estes bares são os famosos speakeasys, que até hoje perduram por Nova York.

Veja mais passeios com toque gastronômico em NYC

O passeio pelos speakeasys de Nova York faz parte do Experiences AirBnb, onde uma guia local te leva em 3 atuais bares da cidade que tiveram sua inauguração na época da lei seca.

Na época da Prohibition, qualquer espaço com 4 paredes que servia bebida era considerado um speakeasy, por isso, haviam mais de 100 bares ilegais na cidade. Hoje, os speakeasys ainda existem, mas precisam ter 3 características para serem considerados um:

  1. Decoração que remeta à 1920
  2. Carta de drinks
  3. Localização “escondida” ou discreta – tudo para não chamar a atenção.

A primeira parada é em um bar conhecido por ter atualmente a melhor carta de champanhes em Nova York. Seu nome era Intîme, custava US$ 500 para entrar (oi? atualmente isso dá uns US$ 1.500) e foi inaugurado por uma mulher e um irlandês da máfia que tiveram como grande diferencial servir bebidas de qualidade. Por sua competência, o bar virou um local muito frequentado por políticos, empresários e artistas da época – durou tempo considerável para a época, até ser obrigado a fechar.

Atualmente o nome do bar é Flue Champgne Bar e não é nada turístico. O local mantem as características da época, com pouca luz, cortinas pesadas, compartimentos secretos e boa bebida. Fato curioso é que durante uma reforma no espaço, foi descoberto um espaço secreto no chão que ainda tinha bebidas escondidas.

Nossa segunda parada foi em um speakeasy onde a dona também era uma mulher de poder: a primeira it-girl de NYC, Lillie Langtry, criou o Lillie’s Victorian.

Aqui a arquitetura da época ainda é bastante visível nas paredes, teto, chão, banheiro e bar, o local é uma antiga igreja irlandesa. Como homenagem, há drinks na casa com o nome da dona. Atualmente é muito frequentado pelo pessoal do mercado financeiro logo após o trabalho.

Aproveite e saiba onde tomar bons drinks por São Paulo.

Curiosidade sobre a Lillie: ao morar na Inglaterra, ela atraía olhares de vários homens, tonando-se amante do Prince of Wales e chamando a atenção de Oscar Wilde. Levada à falência, ela resolveu se dedicar à carreira de atriz, retornando para os Estados Unidos, onde, no dia da estreia de sua peça, o teatro pegou fogo sobrando apenas uma placa com seu nome. Este fato foi o que garantiu a sua fama nos Estados Unidos!

Terminamos o passeio em um speakeasy que nunca foi descoberto pela polícia e funcionou durante todo o período do Prohibition.

O Landmark Tavern funcionava no 1º andar do prédio abaixo e, hoje é considerado o bar mais antigo de Nova York. A data de inauguração na realidade é de 1815, porém em 1868 foi quando passou a ser taxado.

Até hoje, o andar onde funciona o bar (atualmente o térreo) possui as características da época. Aqui bebericamos cervejas irlandesas.

O passeio custa R$ 134 por pessoa e inclui o tour + 3 drinks. Caso você queira experimentar outros drinks das casas, você paga um valor a parte.

Anúncios
Ju Gonçalez

Ex Limão com Alecrim, formada em gastronomia, apaixonada por esportes, vinho, boa gastronomia e viagens.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: